segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Memórias da década (IX)

Memórias da década (VIII)



2009

Memórias da década (VII)

It's a good test. Right? If you're a romantic or a cynic. I mean, you think...you think they get back together, you don't, for sure...

Memórias da década (VI)

Bang bang, he shot me down
Bang bang, I hit the ground
Bang bang, that awful sound
Bang bang, my baby shot me down.

Memórias da década (V)

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal

Now I have a machine gun...ho ho ho!

A próxima grande ceia

Memórias da década (IV)

Of course. The rabbit's not like us. It has no... keen look at something in the mirror, it has no history books, no photographs, no knowledge of sorrow or regret... I mean, I'm sorry, Miss Pommeroy, don't get me wrong; y'know, I like rabbits and all. They're cute and they're horny. And if you're cute and you're horny, then you're probably happy, in that you don't know who you are and why you're even alive. And you just wanna' have sex, as many times as possible, before you die... I mean, I just don't see the point in crying over a dead rabbit! Y'know, who... who never even feared death to begin with.

Memórias da década (III)


New Slang

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

A rainha do Sci-Fi

Se este ano a ficção científica pudesse ter um nome seria Zoe Saldana. Com duas escolhas vencedoras - Uhura em Star Trek, Neytiri em Avatar - provou que o seu lugar é lá em cima, junto às estrelas.

Memórias da década (II)

Memórias da década


Remember, with Lacuna you can forget.

Mas havia dúvidas?

É neste momento que os cépticos engolem um gordo e áspero sapo. Gritavam que parecia um videojogo, que o espectador nunca sairia verdadeiramente da cadeira. Um fracasso, apelavam. Pois bem a cadeira foi o último local onde o meu corpo assentou e a única palavra que sai é sucesso, um enorme e chorudo sucesso. Deslumbrante, arrebatador e fantástico, do princípio ao fim. Cameron cometeu novamente a proeza de nos levar para longe, de construir um universo e nos convidar gentilmente a viajar nele, com ele. Sem nunca nos largar, sem nunca esquecer a história. Os óculos são essenciais para uma experiência plena, para uma envolvência completa, de Pandora e do seu povo. As folhas tocam-nos na face, as cinzas queimam-nos o rosto. Se o argumento podia ser mais complexo e as personagens mais densas? Sim, claro. Qualquer pedra preciosa em bruto, em bruto do amor e da dedicação, tem as suas pequenas imperfeições, e não são elas que diminuem o seu valor. Fechamos a década com um filme que traz a magia de um cinema passado oferecendo a tecnologia de um cinema futuro. Inesquecível.

Frase mítica da pancadaria

Nah. I'm just a cook.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Ele ainda ouve o guizo

É a minha cena favorita de The Polar Express. Um plano sequência de cortar a respiração - visto em cinema é extraordinário - e que aqui serve para assinalar a época. Zemeckis continua a ser dos poucos contadores de histórias que não esquece um condimento fundamental: a magia.

A Dakota Fanning cresceu

Chama-se The Runaways e o primeiro trailer pode ser visto aqui.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Final colossal

As palavras são poucas. As cicatrizes são muitas. Vão ser longas semanas para digerir tal desfecho. O melhor final, daquela que é provavelmente a melhor temporada, daquela que é com toda a certeza uma das grandes séries da década. Magnífico.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Os mais belos posters de Natal

A época já pede e é nos mash-ups da Empire que encontramos a verdadeira alegria natalícia.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

E se a conversa os põe em perigo, ele ri-se muito e gaguejante, diz é bom ser teu amigo mas igualmente bom ser teu amante.

"Cantiga de Amigo"
B Fachada

Past Perfect. Present Tense. Future Uncertain.

E já que estou com as mãos na massa da memória, não posso deixar de dizer que The Rules of Attraction, baseado no livro de Bret Easton Ellis e realizado por Roger Avary, é uma das obras mais estimulantes da década que agora acaba. Um retrato sujo, áspero e apurado da juventude americana, do seu esquecimento em sonhar, em pensar e projectar. São vários os prodígios de narração e de montagem, onde se destacam o início do avesso, a cena com o écran dividido e a viagem europeia em 4 minutos. Para ver e rever com a maior das atenções.

Posters esquecidos (IV)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

You look lost.
I do?

The 20th Birthday Portfolio


[F]

For your consideration (II)


Proposta

Vão fazer o filme do Monopólio. Vão fazer o filme da Batalha Naval. Eu recomendaria como passo seguinte uma trilogia sobre o Minesweeper ou então um épico sobre o Solitário.

Questão

Será que quando sair o filme sobre o Facebook, The Social Network, o The Asylum fará uma das suas versões falsas (série B) sobre o Hi5?